Área Restrita
Portal

MedSys.Net
 Dúvidas?
Imprensa
Medicamentos sem receita

Jornal Vidaqui - de 03 a 09 de agosto - Edição nº 355

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou no Diário Oficial da União, a liberação de venda de medicamentos isentos de receita médica em gôndolas nas farmácias. A decisão foi tomada com base em um estudo da equipe técnica do órgão, que concluiu que a proibição da venda de remédios nas gôndolas não contribuiu para diminuir o número de intoxicações no Brasil. O levantamento constatou também uma maior concentração de mercado e prejuízo ao direito de escolha do consumidor. O Conselho Federal de Medicina (CFM) pretende recorrer à Justiça para tentar reverter adecisão.

A argumentação é que a medida pode causar riscos à população, pois estimula a prática da automedicação, o que tem sido amplamente alertado nos meios de comunicação. O conselho também alega a necessidade de orientação para a venda de medicamentos sem exigência de receita médica.

Do ponto de vista do consumidor, a melhor medida adotada por parte dos órgãos públicos, está na garantia de segurança para a população, inicialmente no que diz respeito à elegibilidade dos medicamentos que podem ser vendidos sem prescrição médica, devendo estar baseada em análise clara e rígida dos riscos e efeitos colaterais que apresentam.


Publicado em: 03/08/2012 - Fonte: Enfª Luciana Scheffel, auditoria Plasac Saúde