Área Restrita
Portal

MedSys.Net
 Dúvidas?
Imprensa
Como prevenir queda de idoso

Jornal Vidaqui - 22 a 28 de junho de 2012 - Edição 349

Dia 27 de Junho é o Dia mundial de prevenção de quedas de idosos acima de 60 anos. A queda nessa idade é comum, mas não deve ser vista como algo normal, pois pode provocar consequências graves. As principais alterações fisiológicas no idoso e que contribuem para a queda são: diminuição da visão, diminuição da audição, sedentarismo, fraqueza muscular, degenerações articulares, alterações na postura, alteração de equilíbrio e locomoção, deformidades nos pés.

No Estado de São Paulo, a queda de pessoas idosas é uma das principais causas responsáveis pela perda da qualidade de vida. Um levantamento da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo aponta que 43% das quedas de idosos ocorrem dentro de casa. O estudo foi feito com 108 idosos frequentadores do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia na capital paulista. Do total de idosos entrevistados, 63% apresentaram mais de um episódio de queda.

Outro levantamento aponta que cerca de nove mil idosos são internados por ano por fraturas de fêmur em decorrência de queda. A estimativa é que 30% dos idosos paulistas caem pelo menos uma vez ao ano. A queda também é a maior responsável pela morte acidental de idosos no Brasil. Diante disso, colocamos algumas dicas para evitar esses acidentes:

  • Não utilize tapetes de tecido no banheiro. Use tapetes emborrachados e anti-derrapantes;
  • Aumente a altura do vaso sanitário e instale barras de apoio nas laterais;
  •  Nunca levante no escuro. Providencie um interruptor de luz ao lado da cama ou um abajur;
  •  Não deixe extensões elétricas ou fios de telefone cruzando o caminho e não permita que objetos fiquem espalhados pelo chão;
  •  Escadas com pouca iluminação, sem corrimão e com degraus estreitos são perigosas.

 


Publicado em: 26/06/2012 - Fonte: Enfª Luciana Scheffel, Auditoria Plasac Saúde